Moqueca de peixe no Tatuapé: saiba tudo sobre a receita

Moqueca de peixe no Tatuapé: saiba tudo sobre a receita

A moqueca de peixe no Tatuapé é um prato típico da culinária de inúmeros países. Mas, para o espanto de muitos, ela é originária aqui do Brasil. Assim, ela está ligada com a gastronomia tradicional do Espírito Santo. E acabou sendo incorporada às regiões Norte e Nordeste, em locais como a Bahia e o Ceará.

Para muitos brasileiros, a moqueca é uma espécie de símbolo da cultura nacional. E isso pode ser provado pela pesquisa do Ministério do Turismo. Afinal, em 2013 ela foi eleita uma receita típica do país, desbancando até mesmo a feijoada. Por isso, no post de hoje iremos contar tudo sobre a fama da moqueca de peixe no Tatuapé na mesa do brasileiro.

Qual é a origem da moqueca de peixe no Tatuapé?

A origem da moqueca de peixe no Tatuapé é um assunto de muitas teorias. Há quem acredite, por exemplo, que ela surgiu na Bahia, com leite de coco e azeite de dendê. Porém, há outros que dizem que a receita veio do Espírito Santo. Mas a ideia mais aceita até hoje é que ela foi criada por índios.

De origem indígena, a moqueca teria vindo do quimbundo: mu’keka. E, para comprovar isso, existem registros que falam sobre o preparo dos peixes feito por índios. Segundo estes documentos, a culinária era feita em moquéns. Ou seja, colocava-se a carne em volta de folhas para assarem sob a brasa. Assim, cozinhavam em seu próprio suco.

Atualmente, a preparação da moqueca de peixe no Tatuapé é feita em panelas de barro. Com isso, o cozimento fica com um resultado muito semelhante ao de um moquém. No entanto, há restaurantes que também utilizam as panelas de cerâmica para cozinhá-la. Estas também são capazes de manter o calor e deixar o caldo fumegante.

Moqueca de peixe no Tatuapé: saiba tudo sobre a receita

A tradição das panelas de barro para moquecas

Assim como a moqueca de peixe no Tatuapé, as panelas de barro são tidas como uma tradição brasileira. Em lugares como o Espírito Santo, por exemplo, elas são um verdadeiro bem imaterial. E, como prova disso, elas foram reconhecidas como um patrimônio local. Isso aconteceu em 2002, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Até os dias atuais as panelas de barro são confeccionadas de acordo com as técnicas indígenas. Assim, utilizam a própria argila da região para lhe atribuir um formato. Depois disso, são modeladas à mão e pintadas com tinta vermelha. Por fim, são queimadas a céu aberto para dar o acabamento.

O fato de se utilizar estas panelas é algo crucial para o preparo da moqueca de peixe no Tatuapé. Afinal, elas são capazes de remover a acidez de ingredientes como o tomate e o pimentão. Por esse motivo, a moqueca feita de forma tradicional não dá azia. Assim, ela é servida junto de arroz e do famoso pirão. 

Onde posso encontrar a moqueca de peixe no Tatuapé?

Para provar uma boa moqueca de peixe no Tatuapé, o ideal é ir a bons restaurantes de frutos do mar. Aqui no restaurante Marettimo, você poderá encontrar pratos de grande qualidade e com os melhores ingredientes do mercado. Além disso, dispomos de uma grande variedade de pratos de entrada e de sobremesas para você. Venha nos fazer uma visita!

Gostou de tudo o que leu até aqui? Então não deixe de nos contar o que achou em nossos comentários! Para continuar recebendo dicas e novidades sobre a gastronomia de frutos do mar, acompanhe as postagens aqui em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *