Saiba como combinar tipos de vinho para peixes

tipos de vinho para peixes

Para ter uma experiência gastronômica ainda mais agradável, saber os tipos de vinhos para peixes é um detalhe essencial. Para isso, são levadas em consideração características como intensidade de sabores de temperos, molhos utilizados, as formas de preparo e os tipos de frutos do mar que foram selecionados para a receita. 

O maior desafio para fazer essa harmonização é saber valorizar os sabores tanto das bebidas quanto das comidas, fazendo deste um momento ainda mais marcante. Para aprender a fazer a melhor combinação de tipos de vinho para peixes, acompanhe algumas dicas do nosso blog a seguir. 

Para pratos simples

Em casos de degustação de pratos simples como camarões fritos, ostras e pequenos peixes empanados, a melhor combinação são os Sauvignon Blancs e os Chardonnays sem madeira. Esses tipos de vinho para peixes são recomendados devido ao seu toque fresco e aromático. O Brasil já conta com boas safras de Sauvignon, além do Chile, que também proporciona um ótimo custo-benefício para este tipo de uva.

Os vinhos rosés também são uma excelente opção para alguns pratos que acompanham peixe. A caldeirada, peixes na brasa e a casquinha de siri são preparações bastante tradicionais, que trazem uma ótima harmonização com vinhos franceses da Provence, por exemplo. Esses tipos de vinho para peixe são inigualáveis quando combinados a pratos bem temperados, como os citados acima.

Para os crustáceos

Para acompanhar crustáceos como lagostas, lagostins e risotos de camarão, os vinhos brancos da uva Chardonnay são os mais indicados. A acidez e untuosidade que eles trazem são perfeitos para esses tipos de ingredientes. Se o prato for pesado, cabe a escolha de vinhos encorpados, envelhecidos e com passagem por madeira. As massas com frutos do mar também são bem harmonizadas com vinhos refrescantes, como os da uva Gewürztraminer e alguns vinhos portugueses da uva Arinto.

Para peixes saborosos

Peixes de sabor mais forte, como a anchova e a sardinha, são bem servidos com vinhos verdes portugueses devido ao seu frescor e acidez. A quantidade de minerais que existem nesses peixes impossibilitam a harmonização com quase nenhum dos outros tipos de vinho para peixe. Contudo, espumantes como Pinot Grigio, Lambrusco Rosé e  Riesling seco também permitem uma degustação excelente. 

Para as variações do salmão

 O salmão, apesar de não ser um peixe original do Brasil, adquiriu grande popularidade no país por meio da culinária japonesa. A sua presença se tornou muito comum em diversos cardápios, sendo preparado de diferentes formas. Em restaurantes nos quais é servido cru, em forma de sashimis, ele é muito bem harmonizado com espumantes Brut, acompanhando inclusive os temakis.

tipos de vinho para peixes

Já se for cozido, assado ou ainda grelhado, o salmão faz uma ótima combinação ao lado de um vinho rosé de boa estrutura, como os de Portugal ou Espanha. Também é muito apropriado se servido com um vinho tinto leve e envelhecido, como por exemplo Pinot Noir ou um Syrah. 

O mito do vinho tinto para peixes

Há quem diga que quando se trata de tipos de vinho para peixes, o tinto com certeza não é uma boa recomendação. Porém, ele pode gerar uma excelente harmonização quando feita de forma correta. O bacalhau, por exemplo, fica muito requintado ao lado de um vinho tinto espanhol bem maduro, ou com aqueles feitos com a uva Tempranillo. 

O mesmo pode ser dito sobre a tradicional receita de paella, com frango, peixes e crustáceos. Esse prato de sabor intenso pode ser facilmente acompanhado com um vinho rosé. Entretanto, também adquire um sabor notável quando harmonizado junto a um vinho tinto de toque leve, como os provenientes da Espanha. 

Os melhores tipos de vinho para peixes

Quer continuar recebendo dicas e novidades sobre a gastronomia marítima? Acompanhe as postagens do blog da Marettimo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *